SOBRE

fgdr01Kristhel Byancco desenvolve projetos em diversas áreas, principalmente nos campos social, cultural e na comercialização de jóias. Em 1997 ela criou sua própria empresa, a La Byancco Comércio, Promoções, Representações Ltda. É com a La Byancco que Kristhel concentra suas atividades empresariais. Especializada em captação de recursos, a empresa presta consultoria para produções teatrais, eventos especiais, mostras de artistas plásticos, cinema e moda em todo o país. Além disso, em Vitória-ES, a empresária está construindo um centro de entretenimento infantil com casa de festa, a Ciranda de Sonhos, que atualmente está em busca de investidores. Desenvolve também atividades em parceria com a Fundação Fé, Esperança e Caridade, da qual é fundadora e presidente.

Paralelo a tudo isso, Kristhel, desde 1999, vem desenvolvendo a sua mais nova faceta, a de designer de jóias. Ao todo já desenhou oito coleções criando peças com metais nobres e pedras preciosas. A artista faz de suas peças um meio de expressão, todas possuem uma história que as acompanha. Com seu conceito “vanguardista”, a designer quer fazer com que as mulheres possam “vestir as jóias”, não só da maneira convencional, mas também, como adereços de sapatos, grampos de cabelos e em óculos. Pensando nisso, no ano de 2005, em parceria com a ProRaider, foi lançado a coleção de óculos Kristhel Byancco, com peças de sua última coleção, a Eco Collection: Triunfo à Natureza.

fgdr10-173pxA mineira Kristhel Byancco nasceu em uma fazenda onde viveu até os 14 anos. Lá aprendeu as tarefas do lar, a cuidar dos animais e dos mais necessitados. No inicio da adolescência foi morar em Vitória com a avó. A menina da fazenda foi para em um colégio semi-interno onde começou a dançar profissionalmente. Aos 17 anos passou no vestibular e aos 21 anos veio para o Rio de Janeiro em busca do sonho de ser atriz e bailarina.

Com seis meses na cidade a atriz foi selecionada para o primeiro trabalho. Um show dirigido por Mauricio Sherman. Kristhel passou pela extinta manchete, rede Globo, Sbt e trabalhou com Jô Soares, Trapalhões e Chico Anísio e Carlos Alberto Nóbrega.

Em 1985, a mineira foi chamada por Arlindo Rodrigues para ser destaque na escola de samba União da Ilha. No mesmo ano começou a confeccionar roupas e abriu o Atelier M Christ na rua Visconde de Pirajá em Ipanema. Em 1988 a bailarina teve a alegriar de ser coroada Rainha da Bateria pela escola Imperatriz Leopoldinense. A guerreira que sempre teve o objetivo de vencer na vida também fez figurinos para shows, como o de Elba Ramalho no Canecão.

fgdr03-173pxEm 1991 Kristhel teve seu primeiro personagem de peso na Tv Globo, com Wolf Maya e Glória Perez. Um ano depois participou da novela Barriga de Aluguel. E no mesmo ano encontrou o grande amor de sua vida.

Kristhel foi sempre muito querida por onde passou e chegou a interpretar a vida de Dora Vivacqua, a Luz Del Fuego, dirigida por Walcir Carrasco. “Foi sem dúvida a mais importante personagem vivida por mim”. Parecia que Kristhel Byancco sabia que estava se despedindo dos palcos. No mesmo ano a mineira casou-se e abandonou a carreira de atriz.

Em 1994 teve uma breve passagem pela carreira política na Paraíba, onde recebeu o titulo de Cidadã Paraíba. Logo depois fundou uma ONG, pois desde menina sempre gostou de cuidar do próximo. Até hoje a designer comanda a instituição FEC – Fé Esperança Caridade, sediada em João Pessoa. Na mesma época Kristhel deixou de ser espírita e tornou-se evangélica.
Em 1996 Kristhel ficou grávida e foi convidada a voltar à televisão, para viver Emereciana Caldeira Brantes, na novela Xica da Silva. Meses depois nascia Newton Vieira Rique Neto, o primogênito da designer. Em 2000 nasce sua filha, Rebeca Lima Rique. Logo após a gestação de Rebeca, Kristhel foi convidada a desenhar jóias e hoje chegou a sua oitava coleção, Trino Amor. Antes de chegar a sua sétima coleção a atriz fez três filmes, participou de várias exposições e reservou alguns momentos para se dedicar à família e a ONG.

estherEm 2006 produziu e atuou na peça sobre a vida da Rainha Esther, que ficou em cartaz em SP – No Teatro Frei Caneca – Ainda tem o acervo de jóias da peça: coroas, tiaras, braceletes, anéis… Aguarda para lançar em outros estados a peça que foi sucesso de bilheteria.

Hoje, Kristhel Byancco está totalmente engajada com questões voltadas para o meio ambiente e por isso a escolha dos animais em extinção como tema de uma de suas coleções de jóias. Nesta coleção ela mistura texturas com pedras brasileiras, prata, técnicas de esmaltar, ouro, sisal, quenga de coco e osso pintado com ervas. A designer está empenhada em ter produtos by Kristhel Byancco, em parceria com empresas de grande porte.


AUTO RETRATO

auto01MISSÃO
“Acho que eu sou preparada por Deus para poder resgatar uma história , de relacionamento, de amor, de família e de simplicidade.”


“Muitas vezes as pessoas me vêem como uma alegoria. Eu tenho a alegria de uma alegoria, eu tenho a alegria de um grande jardim colorido e florido, mas dentro de mim tem uma essência e um temor a Deus sobrenatural.”

auto04AUTENTICIDADE
“Todas as pessoas que querem ser autênticas serão apontadas, porque o padrão que a sociedade quer é o de uma coisa que não existe, é falso. E eu não posso mentir para mim mesma, porque estaria sendo hipócrita! Então, serei sempre essa mulher, sorridente, que trata todo o mundo com um astral positivo: “Oi, amada…, oi, querida…” porque é assim que eu quero ser… eu quero lançar sementes de alegria entre as pessoas, porque a tristeza está quando você sai na rua…”

RECEITA
“Eu presto atenção à minha alimentação, não bebo, não fumo, eu não falo de ninguém, não desejo mal ao outro, e não passa desapercebido aquilo que me sensibiliza. Eu não viro os olhos quando vejo alguém pedindo esmola. O conceito que eu tenho do amor não é só daquelas pessoas que são bonitas, não. Eu acho que a minha missão é para aqueles que são desprezados… Eu fui um dia desprezada, eu fui questionada, essa explosão de desejos, de espontaneidade, foi mal interpretada…”

auto03JUSTIÇA
“Quando estava voltando de uma viagem vi a reportagem sobre a rebelião na Febem. Eu fiquei tão revoltada com aquilo que pensei em escrever algo que pudesse ajudar. Na época eu escrevi um projeto de prisão aberta produtiva, e foi entregue ao Governador Garotinho. E isso foi escrito em 2002, e o meu desejo foi tão forte, que Deus tem contribuído para chegar às mãos de quem podem decidir.”

FEMININO
“Eu quero passar a mensagem desse lado feminino, desse lado de mãe, de desejo da progenitora mesmo, da pátria, da terra, mulher, rosas, flores, tudo é muito feminino. O romantismo, a lua e as estrelas, tudo é muito feminino.”

auto02PODER
“Tem uma coisa muito linda que diz: os pássaros tem as próprias vestimentas. Eles não plantam, mas colhem! O homem poderia ser mais feliz, se não houvesse tanta ganancia… a ambição é querer chegar perto de Deus, querer ser poderoso como o criador, querer entender coisas que não precisa entender, basta viver…”

FILHOS
“O meu filho mais velho, Newton, me acompanha em minhas missões até as comunidades carentes, quando vou distribuir alimentos, brinquedos. Eu divido isso com ele, ele vai junto vendo, participando. Mas sou severa quando tenho que ser, deixo de castigo, porque é preciso dar limites, dentro da personalidade dele.”

auto05RESISTÊNCIA
“A mulher só tomou consciência do valor dela a partir do momento em que ela viu o quanto pode resistir à dor. A mulher tem que resistir todos os dias. Se a mulher não resistisse, não existiria mais a família, porque o homem não tem esse conceito. Não foi passado para ele, mas para a mulher foi passado que ela teria que ter uma casa, que ela teria que ser mãe, educar, diferente do que foi passado para o homem.”

CRISES
“Uma vez eu quis ficar feia porque achava que o meu corpo de bailarina estava atrapalhando meu trabalho. Então sabe o que eu fiz: engordei! Só usava roupas largas, porque eu achava que se eu ficasse feia, eu conseguiria trabalho… Mas eu não posso negar aquilo que Deus me deu, de jeito nenhum. Pelo contrário, eu dou graças todos os dias… Agora, o que as pessoas vêem elas tem consciência. E o que está dentro de mim? Isso ninguém sabe…”

la01O TEMPO
“O tempo voa, mas se você se organizar dá tempo para fazer todas as coisas. Eu por exemplo, acordo 7 horas da manhã e faço dez mil coisas… Eu dou carinho aos meus filhos, eu faço as orações com eles, eu organizo tudo, eu me arrumo, me emperequeto toda, maquio, arrumo o cabelo, vou para o escritório porque é uma prática que eu fui exercitando com o tempo, que o tempo estica para mim. Porque eu comecei a praticar a velocidade do tempo com as coisas que eu venho fazendo. Isso parece chato? Não é não! É porque eu quero crescer e o tempo é muito rápido. Nas 24 horas do dia, as 15 horas que eu trabalho não dá tempo de fazer tudo se eu não tiver essa velocidade e essa consciência do tempo.”

ÍNTIMO E PESSOAL
Kristhel por Kristhel…

– Seria a pessoa mais feliz do mundo se…

Tivesse a minha família toda reunida outra vez, com o meu marido e meus filhos. Juntos na mesma casa, longe de tudo e de todos. Se o mundo fosse mais justo sem tanta corrupção.

– Quando estou triste…

Choro e caio nos pés do SENHOR. Reivindico as minhas bênçãos ao PAI.

– Soltaria uma bomba em cima…

Eu não teria coragem de soltar uma bomba.

– Reconstruir

É o que faço todos os dias. Reconstruo meu caráter. Quero sempre ser digna, honesta e poder ter reconhecimento profissional. Quero ser amada por alguém. Nunca se perde por completo. Perdemos para ganhar.

– Chega de…

Tudo o que me incomoda e me faz sofrer em todos os sentidos. O egoísmo assola a humanidade. Não quero ver o mundo assim.